O Isostretching é um método fisioterapêutico criado na França por Bernard Redondo, a partir da técnica Gymnastique d’Equilibre.

 O Isostretching consiste em uma ginástica postural que reúne simultaneamente alongamento, fortalecimento e respiração com objetivo de melhorar efetivamente a postura corporal prevenindo e amenizando problemas decorrentes da má postura, acompanhados ou não de dor.

O Isostretching pode ser utilizado por pessoas de todas as idades e todos os níveis de condições físicas, já que os exercícios são executados em função da capacidade máxima de cada pessoa e respeita as limitações de cada indivíduo.

As sessões são realizadas em grupo, sendo que cada paciente é orientado a realizar exercícios voltados as suas necessidades e supervisionados pelo fisioterapeuta. Os exercícios são realizados por meio da manutenção de diferentes posturas no período de uma expiração prolongada, enfatizando não a quantidade, mas a qualidade, precisão e consciência da posição adotada.

As inúmeras posturas existentes no Isostretching possibilitam o trabalho de vários grupos musculares e, o grau de dificuldade dos exercícios é intensificado conforme a evolução do paciente. À medida que realiza satisfatoriamente uma postura, é estimulada a realizar outra mais difícil.

O trabalho de correção postural é realizado nas posições de pé, sentado e deitado, utilizando bolas e bastões para aumentar a complexidade dos exercícios.

Benefícios:

  • Correção da postura;
  • Desenvolvimento da consciência das posições corretas da coluna, prevenindo atitudes que desencadeiam dor;
  • Melhora da flexibilidade/alongamento da musculatura, facilitando o movimento corporal;
  • Melhora da força muscular, principalmente da musculatura profunda da coluna, a qual é responsável pela manutenção da posição ereta da coluna vertebral;
  • Melhora da condição física;
  • Redução das dores;
  • Melhora da capacidade respiratória;
  • Diminuição das tensões musculares;
  • Promoção do bem-estar

Indicação:

  • Dores crônicas na coluna vertebral;
  • Problemas da coluna vertebral (hérnias de disco, artroses, estenoses, pós-operatórios tardios de cirurgias de coluna);
  • Desvios posturais (escoliose, hiperlordose, aumento da cifose torácica);
  • Desequilíbrios musculoesqueléticos (encurtamentos musculares, fraqueza muscular).

CONHEÇA O ISOSTRETCHING DA CLÍNICA SÃO PAULO DE FISIOTERAPIA E VIVA SEM DORES NAS COSTAS

Compartilhar

Entrar em contato